SOMENTE MUSICAS GOSPEL

Loading...

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

10º MANDAMENTO

10º MANDAMENTO (por Marcio)
"Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo" (Êxodo 20:17)O pecado nasceu no céu pela decisão errada de um anjo. O autor do pecado encheu-se de orgulho e decidiu em seu coração que estar ao lado de Deus refletindo Sua luz não seria mais o suficiente, por isso, foi o primeiro ser do universo a COBIÇAR aquilo que não lhe pertencia. Ele queria o lugar de Deus; queria estar acima da posição de Deus. Está escrito: "...Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do norte. Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo” (Isaías 14:12-14).
Lucífer (anjo de luz), refletia a luz que vinha do trono de Deus, tamanho privilégio como ser criado por estar ao lado do Pai no monte santo -"Tu eras QUERUBIM ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniquidade em ti”. Vers 17. “... Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti” (Ez. 28: 14,15 e 17). Apesar do cargo de alta posição, da sua sabedoria, perfeição e beleza, este que fora um dia inocente e puro, um grande anjo dos céus, hoje é o líder dos anjos do mal que estão na terra (como lemos acima).
Portanto, sabemos agora que o primeiro ato de cobiça nasceu no coração do anjo que já não é mais chamado de "portador de luz", mas sim de Satanás (que significa "adversário"). Porque citei todos estes versos? Pelo fato de entendermos que todo sentimento de ORGULHO, INVEJA e COBIÇA que eu e você possamos ter hoje, tem como originador o "adversário" de Deus e nosso também, o enganador de todo o mundo, o anjo que chefia o mal.
Esta instrução pede que afastemos nossos desejos de tudo aquilo que não nos pertence e que não precisamos. O desejo desenfreado por posses, dinheiro e poder que há muito vive o mundo, mais do que nunca ganha espaço na mente do homem moderno. Por amor ao ganho, muitos cobiçam o que é dos outros e a partir de então surgem toda espécie de maldade; por amor ao ganho, Judas traiu a Cristo.
Por cobiça, o homem adultera; por cobiça o homem rouba; por cobiça o homem trabalha no dia do Senhor visando maior lucro financeiro. A cobiça é perigosa: “E disse ao povo: Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui” (Lucas 12:15).
Tantas tecnologias, maravilhas modernas, distorcem ou até destroem a percepção da nossa realidade. A concupisciência dos olhos nesta corrida do "QUERER" sem moderação, sempre atrás de "COISAS", faz com que muitos homens ultrapassem a linha do plausível, deixando para trás a honestidade, a generosidade, a verdade, a bondade, a família como um todo e tantos outros elementos fundamentais do caráter humano. Seu foco é querer sempre mais em busca de satisfação e suposta segurança, estar na frente, se destacar, custe o que custar!
Em contrapartida, o livro sagrado nos ensina que para nos mantermos felizes, devemos nos contentar com o que temos. Justamente o contrário que muitas denominações atuais pregam - que para ser feliz é necessário ter muitos carros na garagem; uma empresa gigantesca, casa na praia, no campo e tantas outras coisas. O cristianismo vem se tornando uma religião de "barganhas", onde o cristão dá com o intúito de receber; onde Deus é procurado somente para que desejos sejam atendidos, na busca desesperada de bens materiais. Mas está escrito: "Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes" (I Tim. 6:6-9).
REFLEXÃO: "E houve BATALHA NO CÉU: Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão; e batalhavam o dragão e seus anjos, mas não prevaleceram; nem mais seu lugar se achou nos céus. E foi precipitado grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana a todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele" (Apoc. 12:7-9)