SOMENTE MUSICAS GOSPEL

Loading...

sexta-feira, 31 de março de 2017

MEDITAÇÕES DA MANHA

Envelhecer...
16 de novembro

O temor do Senhor é fonte de vida, e afasta das armadilhas da morte. Provérbios 14:27
A vida passa rápido; na verdade, voa, É como atravessar uma rua: num instante você sai da maternidade nos braços da mãe; alguns passos depois, já está nos braços de outros vendo que o tempo passou. E passou rápido o suficiente para deixar saudade, mas não o bastante para impossibilitar a composição de marcas poderosas e lindas histórias para contar.
Na ampulheta da vida, enquanto os anos escorrem sem parar, o presente divino é desembrulhado a cada instante: o privilégio de viver e fazer a diferença.
Ontem, você recebia de Deus o chamado para servir - e como serviu! Serviu de ombro amigo, serviu de esposa guerreira, serviu como titular ou, talvez, na disponibilidade imediata do banco de reserva. Cantou para espantar pesadelos, tocou segundo violino com orgulho, enxugou lágrimas alheias com o seu choro, educou filhos dos outros e amou esta igreja como se fosse sua.
Décadas passaram como estações de um ano, e hoje você vê que, na estrada da vida, cada curva valeu a pena. Cada sonho foi um beijo de Deus e todos os dias uma janela aberta para afagar o mundo com a esperança de algo melhor.
Agora, as marcas da idade tornam-se troféus, valorizando seus atos heroicos. O brilho no olhar se aproxima da pureza da glória. Os passos mais lentos trazem nos ombros o tesouro incalculável da experiência.
Porque você fez o seu melhor, fez tudo e muito mais.
E quer saber de uma coisa? Não existe aposentadoria no vocabulário de Deus. Mas, sim, o privilégio inalienável de reduzir a exigência muscular para desenvolver o potencial espiritual. Você merece correr menos para ter tempo de orar mais. Especialmente, orar por aqueles que têm força demais e experiência de menos. Chegou a hora de abençoar este mundo com a prudência e fervor adquiridos nesta história de vida que valeu a pena.
E amanhã quando Ele voltar? Que grande dia será! A mesma maturidade num corpo de 20 anos. As amizades daqui acompanhadas de uma eternidade de outros amigos. Um trilhão de anos para dizer a Deus: "Obrigada, Pai, por tudo."
Esse é o verdadeiro prêmio da história de paixão por Cristo renunciada no serviço pela salvação de vidas. Dizem por aí que levamos da vida, a vida que levamos, mas o melhor ainda é levar paz, realização e gratidão por todos os séculos por vir.
Envelhecer é um caminho pelo qual todos passarão; e é inevitável... No entanto, viver feliz nesta fase é uma opção.
Edit Fonseca
Postado no Site - www.iasdcolonial.org.br




E Agora, Senhor?
17 de novembro

Tudo quanto nos acontece está operando para o nosso próprio bem, se amarmos a Deus e estivermos ajustados aos Seus planos. Romanos 8:28, A Nova Bíblia Viva
Por muito tempo, eu questionei esse texto sem compreendê-lo muito bem. Meu esposo foi demitido um mês depois de ser avaliado com "A" em todos os itens. Alegaram "crise". Com três filhos pequenos, o teto desabou sobre nós. Até mesmo o maravilhoso imóvel que morávamos era da empresa empregadora. Plano de saúde, prestação do carro, escola, 23 anos na mesma empresa; contudo, não sobrou nada. E agora, Senhor?
Nossa pequena de cinco anos caiu e se machucou gravemente. Corremos para a emergência do hospital, que sempre nos atendeu tão gentilmente. Entretanto, dessa vez, as funcionárias avisaram: o plano foi cancelado. Falamos com a médica. Ela tomou as providências sem cobrar nada! Vi entrar em ação o plano de saúde de Deus. Nos anos seguintes, deixamos de receber bons atendimentos para termos saúde de verdade.
Vi uma preciosa amiga perder sua filhinha de 11 anos, afogada. Um e-mail dela me emocionou quando li: "Quero sentar com você debaixo da árvore da vida para conversarmos sobre os caminhos que Deus traçou para nossa família estar no Céu. É certo que neste mundo teremos aflições (João 16:33); contudo, precisamos ter ânimo, a batalha foi ganha por Cristo na cruz."
Até quando ficaremos neste mundo?
Mais uma vez vejo a dor, a tristeza e o desespero bem de perto. A morte é assustadora, inoportuna, atrevida. Vi ontem um querido amigo, com saúde, no vigor dos 53 anos, dormir no Senhor devido a um acidente trágico. Começo a cavar as promessas bíblicas e elas vão chegando uma a uma. Sinto-me um pouco mais aquecida. Isaías 43:2 me fala de um Deus que, apesar de não prometer cobrir nossa vida de milagres, promete atravessar a dor conosco. É isso que nos mantém em pé.
Hoje, tive a sensação de que precisava parar o mundo para ampararmos os três que vivem o segundo dia de uma dor que não vai passar enquanto estivermos aqui. "Não os deixarei órfãos" (João 14:18), essa é uma promessa acolhedora.
Jesus voltará para buscar Seus filhos. De que valerá a vida se não estivermos no Céu com Ele? A Bíblia é chamada de "lâmpada" para os nossos pés, em Salmo 119:105. Que caminho poderá mostrar uma lâmpada se estiver apagada? Que Deus nos ajude a lutar com Ele todas as batalhas que nos sobrevierem.
Ester Sabino Fávaro
Postado no Site - www.iasdcolonial.org.br

Fórmula Para um Lar Feliz
18 de novembro

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, atnabilídade, bondade, fidelidade. Gálatas 5:22
Tive a oportunidade de assistir a muitas palestras do pastor Nepuceno de Abreu. Entre elas, uma me impressionou muito pela maneira didática com que ele apresentou a fórmula para um lar feliz.
Você gostaria de saber a fórmula para um lar feliz? Segundo o pastor, a fórmula é esta: RP + A+ C +B = LF. Conseguiu descobrir o enigma?
Bem, vamos ao significado da sigla RP. É religião prática. É uma religião sem formalidade, ou seja, sem máscara. Se Deus está em primeiro lugar na família, e a religião for praticada pelos seus membros, não só em palavras, mas na maneira de agir e no relacionamento uns com os outros, a presença de Jesus será um poder que tornará o lar feliz. Ellen White diz, no livro O Lar Adventista:"Unicamente a presença de Cristo pode tornar homens e mulheres felizes" (p. 28).
Não tenho dúvida de que você já sabe o que representa a segunda letra (A) da fórmula para o lar feliz. O lar é o lugar onde se deve cultivar o amor. Esse sentimento deve ser expresso em palavras e ações. Se existir amor no lar, haverá paz, compreensão, harmonia e alegria. Os anjos gostam de visitar o lar em que o amor se faz presente e onde Deus é glorificado.
Talvez você pense que a letra C seja de carinho. E o carinho é muito importante também. Ou ainda achar que seja C de comunicação, que também é fundamental para que o lar seja feliz. Todavia, a letra C representa algo que às vezes fica um pouco esquecido nos relacionamentos familiares. É a cortesia. A felicidade da família depende da cortesia. A casa pode ser simples, mas precisa ser um lugar em que as palavras proferidas não firam ninguém e sejam ditas com delicadeza e respeito. A família em que os membros são polidos e corteses exerce influência positiva sobre seus amigos e vizinhos e dá o verdadeiro testemunho de um lar em que o nome de Deus é honrado.
Agora, creio que você já sabe o significado da letra B. A letra B significa bondade. Você já viu um lar feliz onde não se pratica a bondade?
Vamos agora ler juntas a fórmula para um lar feliz? Religião Prática + Amor + Cortesia+ Bondade = Lar Feliz.
Ao concluir, quero que você se lembre sempre de que o que torna um lar feliz não são os bens materiais, o saldo bancário, os móveis, o carro último modelo, o status social, mas uma religião prática, o amor, a cortesia e a bondade.
Aplique essa fórmula em seu lar e, sem dúvida, você vai sentir que seu lar é um lugar realmente feliz. Que Deus lhe conceda esta graça.
Meibel Mello Guedes
Postado no Site - www.iasdcolonial.org.br




Graça no Momento da Necessidade
19 de novembro

Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos, graça que nos ajude no momento da necessidade. Hebreus 4:16
Aquele era o terceiro ano consecutivo em que eu e minha amiga Gláucia estávamos fazendo o curso de verão de Teologia, no Unasp campus São Paulo. No último dia de aula, resolvemos dar carona até a rodoviária para uma colega de quarto.
Quando telefonei para o meu pai e mencionei minha intenção, ele me disse que era melhor eu não sair do colégio naquela tarde, pois os noticiários estavam anunciando que cairia um grande temporal na cidade. E agora? Eu já tinha dado minha palavra à colega sobre a carona. Então decidi ir assim mesmo.
Estávamos em quatro garotas no carro. Quando deixamos nossa colega no terminal rodoviário da Barra Funda, a chuva começou a cair. Tínhamos avançado somente poucos quarteirões quando meu carro simplesmente parou em um semáforo. Nós olhamos uma para a outra, e logo veio à minha mente as palavras de meu pai. Orei em silêncio, pedindo a Deus que o carro funcionasse. Enquanto isso, uma fila foi se formando atrás de mim. Depois da quarta tentativa, o carro ligou e andamos mais uns 100 metros. E então parou novamente, mas agora estávamos perto de uma calçada.
A chuva se tornava mais forte e a possibilidade de ajuda seria mínima. Eu e minhas amigas oramos e clamamos pela ajuda de Deus. Assim que terminou a oração, tive a certeza de que tudo ficaria bem. Olhei para a frente e, bem próximo de nós, havia um telefone público. Imediatamente, liguei para a agência do seguro.
Enquanto eu estava ao telefone, pude ver de longe que um fusca se aproximou e um senhor desceu do carro. Quando me aproximei, as meninas estavam com o guarda-chuva aberto, conversando com ele. Estavam impressionadas, pois ele disse que tinha parado porque vira anjos dentro do carro.
Fiquei muito emocionada, pois sabia que ele era a resposta à nossa oração sincera. Apesar de ter desobedecido à ordem do meu pai, Deus não havia me abandonado.
Aquele senhor permaneceu conosco o tempo todo até o seguro chegar e tomar as providências. Meu carro foi guinchado e voltamos de táxi para o colégio. Já era bem tarde quando chegamos. Ficamos felizes porque as outras meninas do quarto nos disseram que haviam orado por nós. No dia seguinte, ficamos sabendo que a chuva tinha alagado vários pontos de São Paulo.
Ficamos agradecidas porque conseguimos retornar do ponto em que meu carro parou. Se eu tivesse avançado mais, também ficaríamos presas no trânsito por causa do alagamento. Certamente, Deus manifestou Sua graça para conosco no momento da necessidade!
Elaine Barrinovo Silva
Postado no Site - www.iasdcolonial.org.br


Haja o que Houver
20 de novembro

Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que O temem. Salmo 103:13
Fiquei emocionada ao ouvir a história real acontecida por ocasião de um terremoto na Romênia. Ela me levou a uma reflexão sobre meu relacionamento com meus filhos e sobre o relacionamento de Deus com Seus filhos.
Numa época em que os terremotos eram constantes, um pai sempre dizia ao seu filho: "Haja o que houver, eu sempre estarei ao seu lado."
Certa ocasião, o pai estava viajando por uma estrada e ficou sabendo que um terremoto de grande intensidade havia destruído parte da cidade em que ele morava. Preocupado, foi para casa. Quando chegou, foi informado pela esposa de que o filho não havia voltado. Seguiu então em direção à escola. Não havia uma parede em pé. Tudo tinha sido destruído. O coração aflito se lembrou da promessa feita ao filho: "Haja o que houver, eu sempre estarei ao seu lado."
Começou a cavar com as próprias mãos o local onde imaginava ser a sala de aula do filho. Outros pais se aproximaram e procuraram demovê-lo da ideia, afirmando que não havia sobrado ninguém com vida. Policiais e bombeiros diziam que ele estava tomado pela tristeza e que deveria sair dali. Não havia possibilidade de alguém ter sobrevivido. Mesmo assim, ele continuou cavando por mais de 30 horas ininterruptas, lembrando-se da promessa feita ao filho: "Haja o que houver, eu sempre estarei ao seu lado."
Chamava pelo nome do filho, até que de repente ouviu: "Pai, estou aqui!" Reanimado, fez mais força para remover os destroços sobre o vão onde o filho ficara preso e perguntou:
- Você está bem?
- Sim, só estamos com um pouco de sede e fome - foi a resposta.
- Há mais alguém com você? - o pai perguntou.
- Dos 32 colegas da sala, 14 estão aqui - respondeu o filho. - Eu disse a eles que você viria, pois prometeu que sempre estaria ao meu lado.
Se nós, seres humanos, meros mortais, sabemos dar "boas dádivas" e fazer promessas aos nossos filhos com tanta sinceridade, quanto mais o Pai celestial que Se compadece de Seus filhos.
Num mundo em que são abundantes a violência, a fome, a miséria, as guerras, as tragédias da vida, são também superabundantes a graça, a misericórdia e a bondade de Deus. "Haja o que houver" o Senhor estará sempre ao nosso lado.
Noemi Pinheiro Xavier


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos amigos deixe seus comentários e terei prazer em responder, claro se desejar.
Pois será bem vindos.
E disse Jesus aprendei de mim que sou manso e humilde de coração e encornareis descanso para vossas almas.
Tenha sempre bons momentos ao lado de Jesus.